terça-feira, 24 de junho de 2008

OLGA RORIZ

OLGARORIZ10ANOSDE COREOGRAFIASEMVÍDEO saber mais Tive já o privilégio de ver Olga Roriz a actuar na Primeira Pessoa - justamente com a peça do vídeo. É Transcendente.

14 comentários:

joão amaro correia disse...

bem. olga roriz transcendente. hummm, pois, quer-se dizer, nem por isso.

Freak n'Chic disse...

Pois eu gosto e muito. Para mim mais do que a mestria e precisão nos movimentos são as interpretações - o que nos transmitem e fazem sentir, o que definem um artista. E isso para mim é uma forma de transcendência.

joão amaro correia disse...

naturalmente virtuosismo não será sinónimo da melhor interpretação.

Freak n'Chic disse...

Mas João, não gosta mesmo ou é só birra?

Corine disse...

virtuoso

do Lat. virtuosu
adj., que tem virtudes; honesto; eficaz; casto;
ant.,
valoroso, esforçado.
do It. virtuoso
s. m., Mús.,
músico de grande talento de execução;

por ext. aquele que tem grande talento em qualquer ramo das Belas Artes.

Madame Giselle disse...

Por acaso ja tinha reparado que há sempre alguém do contra, mas não quis dizer nada, eu cá não sou de intrigas e como não conheço os comentadores...

But, then again, somos todos livres de dizer o que pensamos, certo?

Corine disse...

já somos é verdade, pelo menos para já...

e principalmente aqui!

Freak n'Chic disse...

Si, o que seria se cada um não pudesse expressar o que vai na alma.
Só não cheguei a perceber o ponto de vista do nosso caro visitante, se acha que TRANSCENDENTE é excessivo ou inadequado ou simplesmente lhe atribuiria outra avaliação do tipo "c'est de la merde noir" ;)

Hum?

joão amaro correia disse...

calma, calma.
confesso que há uma parte de "birra" no meu comentário.
não aprecio a obra da senhora e, por outro lado, já vi bastas "obras" de "criadores" portugueses - tal como o cinema - que já não tenho vontade em fazer esforço para mais.
enfim. quem não está livre de preconceitos?

em todo o caso, a senhora teve a sua importância na história recente da dança portuguesa.

acho que não estou a fazer intrigas. right?

j

Madame Giselle disse...

Confere, Sr Correia.

Na paz.

Freak n'Chic disse...

Pronto afinal havia uma razão :). Talvez um ódio de estimação.

Não deixa de ser natural e eu também tenho os meus por gente que não deixa de merecer o meu respeito.

A Corine já o disse e eu reitero: a suas opiniões são sempre bem-vindas.

E uma coisa concordo perfeitamente: não se deve fazer fretes em relação a estas coisas: ou se gosta, ou se não gosta.

joão amaro correia disse...

nem a estas nem a outras.
mas mais do que "gostar" ou não, é preciso compreender porque se gosta. (coisa que eu manifestamente não fiz nos meus comments - não há tempo, está calor, e o noobai espera por mim).
um dia, no inverno, elaborarei sobre a coisa.

j

Corine disse...

ai mas o que vai para aqui....
...ando a distrair-me!!! (a trabalhar, que de quando em vez tem que ser..)

Noobai?? que bom. eu noobou hoje, nooposso..shuiff

adoraria, deve estar-se lindamente..
terá que ficar para outro dia.

joão amaro correia disse...

pois.
vou agora.

ahahah
estas coisas têm piada, porque volta e meia "dialogamos" com passoal com quem nos cruzamos e não sabemos.
bem. vou ao martini.

j