quarta-feira, 23 de abril de 2008

mobiliário, música, cenografia...

Fauteuil em madeira de faia pintada e dourada a ouro fino. Assento em palhinha, espaldar estofado e ilhargas vazadas. O espaldar de forma quadrada, back square, assim como as pernas dianteiras a afinar para baixo são características de estilo Sheraton. Embora não se possa atribuir a Thomas Sheraton a realização de mobiliário, tudo indica que sendo Sheraton um dos mais ilustres representantes da tradicional arte de ébénisterie da época Georgiana, é-lhe atribuído a concepção de mobiliário como esta cadeira que poderá ser uma das criações que o notabilizaram.

(Reprodução de um móvel inglês da segunda metade do século XVIII feita nas oficinas da FRESS - Serração, Marcenaria, Pintura, Estofador)

3 comentários:

Freak n'Chic disse...

Que cadeira estupendaça. Tão divertida! Eu vou-lhe contar... é i-gual, as linhas de rosto da dúzia e meia que tenho lá em casa, na casa de jantar...

Do melhor, só lhe digo...

Madame Giselle disse...

Ora aí está! Uma cópia com qualidade...

Tudo o que se vê por aí es una merda!

corine disse...

Por acaso é uma cadeira que adoro....as referências implicitas no seu desenho são tantas....Extremamente cenográfica, uma certa conotaçãozinha 'dramática' do mundo feminino, a presenç da música, a leveza e graciosidae da palhinha....Poderiamos fica horas a discutir sobre estesdesenhos, influências...mas, NÃO TEMOS TEMPO!!!!